Negócio de macaco

Um teste muito antigo revelou que as pessoas, quando convidadas a assistirem um vídeo de adolescentes passando bolas de basquete, não notavam alguém vestido de gorila passando no meio da roda.

O teste chamado “gorila invisível” pedia para as pessoas observarem um vídeo onde dois grupos de pessoas, um vestido de branco, o outro de preto, passam bolas de basquete umas pras outras. Os voluntários foram convidados a contar os passes entre os jogadores vestidos de branco, ignorando as passagens dos de preto.

O estudo descobriu como as pessoas podem se concentrar tanto em algo que se tornam cegos para o inesperado, mesmo olhando direto para ele. Este efeito é chamado de “cegueira por desatenção”.

O vídeo do “gorila invisível” ficou muito famoso, e hoje as pessoas sabem que devem procurar por um gorila quando o assistem. Portanto, o criador do teste resolveu criar outro.

Antes de saber o que há nele, quer vê-lo?

Este novo teste serviu para revelar se as pessoas que já esperavam um gorila conseguiram notar outros eventos inesperados.

E o teste produziu dos tipos de resultados: pessoas que sabiam do gorila e conseguiram notar outros eventos, por saber que o criador do vídeo estava “tramando” algo, e pessoas que se focaram tanto em perceber um gorila que não notaram outros eventos inesperados, como as cortinas que mudaram de cor.

Dos voluntários que não conheciam o primeiro vídeo, pouco menos da metade não notou o gorila no segundo teste. Dos que conheciam, todos notaram. Porém, apenas 17% conseguiram perceber os outros eventos inesperados que ocorreram, em comparação com 29% das pessoas que não sabiam nada sobre o primeiro vídeo.

A nova experiência mostra que mesmo quando as pessoas sabem que estão fazendo uma tarefa em que uma coisa inesperada pode acontecer, isso não os ajuda a observar outras coisas inesperadas.

 

Veja o video em

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=vJG698U2Mvo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *