Um Balaio chamado Terra

Estamos todos no mesmo balaio! Um balaio é um cesto de palha e o nosso é azul quando visto do espaço e que pelos meios de comunicação está se tornando vermelho! Por enquanto apenas um sinal de alerta! Todos aprendemos com histórias, estórias, metáforas e frases que se tornam verdadeiros jargões. Um exemplo é a aquela frase que diz assim: “Uma maçã podre estraga o cesto” ou seja apodrece as outras. Isso é algo que tomamos como verdade sem questionar, aprendemos e assim somos ensinados. Aceitamos porque parece fazer sentido. No entanto, uma maçã em um cesto, é um fruto desconectado do pé, ele está apenas se mantendo temporariamente comestível, para nutrir determinados animais, inclusive o animal humano. No entanto ele já está em processo de sacrifício. Nessa condição ele está vulnerável a contaminação de um fruto podre ou infestado, infectado. O isolamento não nos desconecta, mas nossos comportamentos atrapalhados sim. Podem nos enfraquecer, nos adoecer, nos levando a um sofrimento e falência orgânica.
A lei da sobrevivência da espécie garante a sobrevivência do indivíduo, um ser único em um Universo infinito. Por isso minha fé e convicção são inabaláveis com relação a crença de que uma única plantinha pode fazer renascer uma terra devastada. E sabe por que? Ela tem raízes conectadas a terra e a Terra está conectada a ela. Enquanto existir conexão, sociabilidade, a vida poderá florescer. Afinal, a última a morrer é sempre a Esperança!

César Grisa

Jovens há mais tempo

Para aqueles que estão com mais de 65 anos, se permita a não aceitar ser idoso nem velho. Meu Pai Pedro Grisa, sempre sugeria para essas pessoas da melhor idade pensarem como “Jovens há mais tempo”! Afinal, mentalidade forte e positiva nos torna fortes e resistentes! Com carinho e amor!

César Grisa

Relax psicosomático

Estou passando para compartilhar com você dois áudios de relax psicossomático. Um deles é específico para quem acredita em Anjos e o outro é para quem acredita mais em energias, portanto independente de sua crença, espero que pelo menos um deles possa servir a você. Esses áudios estarão disponíveis gratuitamente em dois sites ao final da mensagem. Um deles é meu site pessoal e o outro institucional. Caso um deles possa ficar sobrecarregado, você poderá acessar o outro. Estou nesse momento trabalhando em casa para poder ajudar o máximo de pessoas possíveis. Compartilhe!!! Em caso de necessidade de atendimento individual, estou atendendo online. A própria vídeo chamada do WhatsApp funciona muito bem com boa Internet. Desejo a todos paciência, harmonia, muito amor e muita saúde! Gratidão!

César Grisa – Parapsicólogo Hipnoterapeuta do Sistema Grisa.

Sou também formado em Psicologia e criador do método de HipnoAlquimia. Contato (48) 999601200.

César Grisa – Parapsicólogo Hipnoterapeuta do Sistema Grisa.

Sou também formado em Psicologia e criador do método de HipnoAlquimia. Contato (48) 999601200.

Relax psicosomático anjos interiores

Relax psicosomático equilibrando sua energia

Adão e Eva e o Pecado Ecológico

Teriam sido Adão e Eva os primeiros seres humanos? Qual pecado eles cometeram? Como entender o simbolismo de provável metáfora?

Pensando nestas respostas, resolvi analisar e escrever uma possível hipótese baseada nas interpretações e evidências desses simbolismos.

Em minha humilde interpretação entendo que Adão e Eva foram os primeiro de uma geração a cometer um grande pecado ecológico, afinal o que era o Paraíso, a árvore, a maçã e a serpente?

Adão e Eva desobedeceram a Deus, criador do céu e da Terra, sendo seu maior pecado a desobediência das Leis de Deus, as Leis Cósmicas e Naturais. Ao desrespeitar essas Leis, estes consumiram o Paraíso, as Árvores, os frutos.

A ganância e o consumo representados pelo poder do Homem (Serpente – símbolo fálico de poder masculino comum naquela época) secaram as fontes e rios, criando um processo de desertificação irreversível, tornando o Paraíso um deserto infernal.

Adão e Eva não foram expulsos e sim criaram um ambiente, que de Paraíso não tinha mais nada. Sendo, portanto, a maçã como símbolo da fruta que foi comida e que continha as ultimas sementes.

Mas afinal, qual a origem da palavra PECADO?

Pecado significa errar ou desviar do alvo.

Estamos em pecado com nós mesmos no momento em que erramos ou desviamos de nossas metas e objetivos e pecamos contra Deus quando criamos desarmonia na natureza exterior e interior. Essa metáfora nos ensina a pensar no futuro e nas novas gerações. Ficam então algumas perguntas:

O que aprendemos com essa história?

Quanto tempo mais iremos sugar o nosso Planeta e desertificá-lo?

O quanto estamos devolvendo do que consumimos?

Será que não nos sentimos merecedores de vivermos no Paraíso Terra?

Ou somos culpados e merecemos viver no Inferno?

Espero que essas reflexões mesmo não sendo a verdade nos ajudem a mudarmos nossas atitudes de consumo exacerbado e inspirem o Ser Humano na recuperação de processos ainda reversíveis.

Afinal o Paraíso existe em qualquer lugar desde que dentro de nós não exista um Inferno!

César A. Grisa

Parapsicólogo do Sistema Grisa e Hipnoalquimista

23/11/2016

sistema-grisa-3

Prefácio do Livro Hipnose

César Grisa

Prefácio do Livro Hipnose Humanopangrisiana

 

O ano é 2013 e tenho a honra de escrever algumas linhas sobre o Autor desta obra.

Dr. Pedro Antonio Grisa sempre insistiu teimosamente de que a nova Ciência conhecida como Parapsicologia não era apenas um campo de pesquisa para provar ou estudar os Fenômenos Paranormais e sim uma Ciência possível de ser aplicada em benefício do Ser Humano. Uma vez que se constata que os fenômenos paranormais são resultados do Poder de nossa Mente Subconsciente (Inconsciente em outras escolas), são por tanto, um fenômeno humano passível de ser canalizado de forma construtiva e eficaz. Hoje as neurociências reconhecem a força e a grandiosidade da Mente evidenciando a importância de se compreender esses “mecanismos inconscientes” que comandam nossa vida e provam que somos influenciados por eles todo o tempo, colocando de lado teses que defendiam o ser humano como um ser totalmente livre.

Feita essa introdução, gostaria de falar do Autor, o qual sempre me hipnotizou com suas idéias e sonhos otimistas de um mundo melhor. Um homem que apesar de sua limitação visual, consegue enxergar o interior humano como poucos.  Continue lendo “Prefácio do Livro Hipnose”

O Professor no País das Maracutaias

Quero iniciar esse texto parabenizando a você Professor(a)!

Em um país que trata a Educação com tanto desprezo, o Professor com tanto desmerecimento e desvalorização, Políticos com tantos benefícios e altos salários e ainda assim com tantas ambições, ensinando que o crime compensa e que é melhor ser um Político sem estudos e corrupto do que um Professor honesto e com a responsabilidade de preparar nossos filhos para o futuro, como sonhar com um País melhor? Outro dia vi a seguinte e triste notícia, Professores de Física e Matemática estão em extinção em Santa Catarina. Como se não bastasse, o Professor de hoje tem mais afastamentos por problemas emocionais (saúde mental) que bancários, os quais sempre lideraram a lista de frequentadores de clínicas psicológicas e psiquiátricas. É, somente sendo Super Herói para dar aula e educar hoje em dia! Se por um lado, em Escolas Públicas, o professor tem que lidar com a violência, a falta de material atualizado, problemas familiares e sociais com os alunos de famílias de baixa renda, do outro, Escolas Particulares, a superproteção e a falta de limites de alguns Pais, está criando um problema de proporções catastróficas. Alunos desinteressados e sequestrados por Internet, redes sociais, jogos on-line, literatura idiota e programas de TV depravados em horários acessíveis, estão se constituindo em uma realidade cada vez mais comum. Outra realidade incontestável é a de algumas Instituições de ensino que se transformaram em “Empresas” com o lema “O Cliente sempre tem razão!” e acobertando sinais de marginalidade, desacato ao Professor, falta de respeito ao próximo, bullying, e outras mil inseguranças. Temos que refletir que nós Pais somos os mais responsáveis por isso, pois passamos pouco tempo com nossos filhos, exageramos em dar afeto material e pouco fazemos para fertilizar os laços familiares! Colocamos nossos filhos em Escolas para que sejam educados em boas maneiras por profissionais que deveriam estar canalizando seu saber para ensinar seus conhecimentos teóricos e práticos. Por tanto quero dizer a você Querido Professor: “Força, coragem e muita paciência!” Então Professor, caso meus filhos lhe faltem com respeito, autorizo você a tomar medidas adequadas e condizentes com a gravidade da situação e prometo-lhe não me queixar aos seus superiores, pois os atos de meus filhos são reflexos de sua Educação em casa!!! Falando nisso, com licença, pois vou ficar com eles.

“Educação vem de berço! Sim, começa no berço do útero materno!”

REGRESSÃO À VIDA INTRA-UTERINA

O assunto aqui tratado é especificamente a regresso à Vida Intra-Uterina (VIU), ou seja, quando um trauma de VIU origina um problema, uma dificuldade, um transtorno futuro, mais, ou quando esse trauma é um evento reforçador de um problema já existente.

A criança, antes do nascimento, é um ser dotado de sentimentos, de lembranças e de consciência, portanto, tudo o que lhe acontece nos nove meses de gestação tem grande importância na formação e na estruturação da personalidade.

O feto pode ver (sensibilidade à luz), ouvir, degustar, entender e aprender num nível primitivo. Ele é capaz de manifestar sentimentos menos elaborados que os adultos, mas bem reais. Ele pode acionar uma ou outra tendência, conforme as mensagens que recebe no útero (que, de alguma forma vão sendo moldadas). A principal fonte dessas mensagens é a mãe. O feto capta os pensamentos, sentimentos e sensações da mãe, que interferem no modo significativo em sua forma de ser.

Pesquisadores como os médicos Thomas Verny, Dominik Purpura, David ChamberLain Stanistaw Grof, e outros, descobriram que existe uma ligação intra-uterina muito complexa, gradativa e sutil quanto à estrutura racional que se estabelece após o nascimento. A ligação entre mãe e filho, que se estabelece após o nascimento, é a conseqüência do que a precedeu.

Existe uma comunicação fisiológica, psicológica e extra-sensorial entre mãe e feto. As perturbações do bebê são provocadas tanto pelas conseqüências psicológicas, quanto pelas conseqüências físicas da ansiedade, depressão, aflições, medo, estresse etc. O que traz uma repercussão mais profunda na criança não são as preocupações menores da mãe, mas uma ansiedade crônica ou uma ambivalência perturbadora dos pensamentos e dos sentimentos em relação a maternidade. Por exemplo, um sentimento negativo, imenso e duradouro de rejeição à criança pode deixar uma cicatriz profunda. Continue lendo “REGRESSÃO À VIDA INTRA-UTERINA”

A MENTE APAGA REGISTROS DUPLICADOS

A MENTE APAGA REGISTROS DUPLICADOS Por Airton Luiz Mendonça (Artigo do jornal O Estado de São Paulo) O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.. Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio…você começará a perder a noção do tempo. Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea. Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol. Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar: Nosso cérebro é extremamente otimizado. Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho. Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia. Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade. Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia e portanto, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo. Continue lendo “A MENTE APAGA REGISTROS DUPLICADOS”