Hipnose e Terapia de Regressão

FONTE: www.bbc.co.uk Tradução: www.sbhh.org.br

James Braid foi quem cunhou a palavra ‘hipnotismo’, derivada da palavra grega hipnos, que significa sono. Braid logo percebeu que o termo hipnose estava errado, desde que o fenômeno não é realmente um tipo de sono. Ele tentou mudar a palavra, mas a comunidade científica da época já havia adotado o termo, não querendo mudá-lo. Estamos, portanto, emperrados com um termo e sua implicação errônea de que é um método para fazer as pessoas dormir. De fato, a hipnose é uma forma de concentração que é tão comum que, na realidade, todas as pessoas neste planeta experimentam pelo menos duas vezes por dia. em poucas palavras, é aquele estado que fica entre estar acordado e estar dormindo. A Bíblia faz referências aos ‘templos do sono’, o que sugere que a hipnose há muito já existia sob a guisa de outros nomes. Mesmer usou o termo involuntariamente com suas teorias do uso do magnetismo para curar pessoas e suas enfermidades. É do seu nome que derivou o termo ‘mesmerisado’, que se tornou popular para descrever alguém que está paralisado por algo. A palavra ‘mesmerismo’ foi usada por um certo tempo, mas — no que se refere à comunidade científica — esta levou o fenômeno ao descrédito. Este é o porquê da comunidade científica ter recebido a redefinição de James Braid de braços abertos. Hoje, os cientistas começaram a estudar a hipnose novamente, sob o nome de ‘O Estado Alfa’. Ao ligar eletrodos na cabeça, eles descobriram que existe uma clara mudança nas funções do cérebro quando alguém é induzido a este estado. Estes diferem dos padrões do sono e então concluíram que existe prova científica de sua existência, apesar de que não podem explicá-lo por completo, ou as razões por que o cérebro age desta maneira. Não é surpresa que muitas pessoas se confundam quanto ao seu verdadeiro significado. A maioria dos peritos no assunto não concordam entre si, e, portanto, há pouca esperança de que para o indivíduo seja dada qualquer certeza sobre o assunto. Uma coisa é clara, no entanto: a hipnose é extremamente segura, sendo apenas uma ferramenta que permite às pessoas a ir mais fundo na sua mente subconsciente do que é possível em estado de vigília. São as sugestões mais facilmente apresentadas a uma mente quando está neste estado que podem ser perigosas; mas estas também podem ser perigosas também em estado de vigília. Terapia de Regressão A regressão é um tipo de viagem guiada pelo subconsciente. Terapeutas podem – e o fazem – levar pessoas de volta ao seu passado, normalmente para descobrir repressões arraigadas (memórias ocultas). Estas se encontram principalmente na infância, quando a imaginação jovem e fértil está formando seus pontos de vista. algumas vezes, conflitos na mente ocorrem e a mente imatura é incapaz de enfrentá-las. O intelecto diz: ‘Eu fiz isto’, mas as emoções dizem ‘Eu não poderia ter feito’. As emoções geralmente vencem e o que é conhecido como uma repressão se forma. A falsa memória esquecida. É dito que ‘ver’ a memória esquecida como um adulto livra a pessoa de seu problema subjacente, permitindo que vivam uma vida normal e livre das ansiedades causadas por aquela repressão. É dito que usar a hipnose desta maneira pode reduzir 1.000 horas de análise para apenas 10-20 horas. Isto é calorosamente debatido, mas muitas pessoas parecem ter se beneficiado, além de ter pesado muito menos em seus bolsos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.