Sinta-se melhor, de modo natural

FONTE: cnn.com Tradução: www.sbhh.org.br

Graças a um histórico de reações adversas, Louanne Weston estava disposta a fazer qualquer coisa para evitar a anestesia. Então, quando seu médico aconselhou-a a fazer uma cirurgia para remover uma fibrose uterina que estava causando espasmos e sangramentos, Louanne saiu a procura de uma alternativa para a anestesia. Ela encontrou a hipnose — e seu médico concordou em fazer uma tentativa. “Sob hipnose eu visitei a lua, uma praia e outros lugares belos, muito distantes da sala de operações, e não senti dor durante a cirurgia,” afirmou Louanne, uma terapeuta sexual e de relacionamentos da cidade de Fair Oaks, na Califórnia. E o que é melhor, ela evitou o que mais temia: dias de efeitos colaterais desagradáveis causados pela anestesia. Após sair de seu transe hipnótico, ao invés de sentir a familiar náusea debilitante, ela sentiu fome. “Eu me levantei, saí e fui para a lanchonete.” Fazer uma cirurgia sem o uso de drogas parece um absurdo. Mas especialistas afirmam que a hipnoterapia é apenas um dentre um grande número de medicamentos alternativos para a dor dignos de se tentar. Outras opções visam aliviar desconfortos comuns como a azia ou a TPM. “Terapias alternativas com frequência ajudam,” afirma o médico Ronald V. Myers, Presidente do American Pain Institute. “Acredito ser importante tanto para médicos quanto para o público manter uma mente aberta. Eu apóio qualquer coisa que funcione.” Hipnoterapia para… tudo? Acredita-se que a hipnose induz um relaxamento profundo, ajudando a distrair o paciente dos sinais da dor ou de qualquer outra coisa. Pesquisadores da Escola de Medicina Mount Sinai , em Nova York, analizaram 18 estudos sobre a hipnose para o alívio da dor e concluíram que há “de moderados para grandes” benefícios — o tipo que Louanne Weston experimentou. A hipnose parece também estimular o sistema imunológico e auxiliar no tratamento da asma, de eczemas e da Síndrome do Cólon Irritável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.